sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Jurista Contesta a Reportagem da Revista Forbes Sobre a Fortuna de Pastores.

EDIR MACEDO 1O posicionamento do presidente da Associação Brasileira dos Juristas Evangélicos (ANAJURE), Dr. Uziel Santana, em um email compartilhado com o The Christian Post, se posicionou acerca da reportagem. Dr. Uziel expressou sua preocupação quanto a uma possível violação dos sigilos bancários e fiscal dos referidos pastores. 
Foi coerente em suas considerações sobre a reportagem da “Forbes”, e vem esclarecer a violação do sigilo bancário e fiscal dos pastores citados pela revista.
“Independentemente do mérito da questão, é grave o fato de que possivelmente houve violação de dados protegidos por sigilo bancário e fiscal. Isso é tão violento, quanto fazer mercancia da fé, enganando os que têm menor discernimento da realidade. Certamente, dois abusos a serem coibidos, inclusive penalmente. Certamente, dois ilícitos que mitigam princípios basilares do Estado Democrático de Direito. Com a palavra, a Polícia Federal e o Ministério Público”, disse o Dr. Uziel.
A reportagem da Forbes veio depois de uma outra investigação sobre os salários de pastores brasileiros publicada na revista brasileira Veja.
Veja o Ranking da ‘Forbes’
EDIR MACEDO 1
 
Edir Macedo, com riqueza estimada em US$ 950 milhões (cerca de R$ 1,9 bilhão) e dono de empresas que inclui, entre outras, a Rede Record, o jornal "Folha Universal" e uma gravadora de música gospel.
VALDEMIRO SANTIAGO
Em segundo na lista de pastores abonados, a 'Forbes' cita o apóstolo Waldemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus e dissidente da Universal, de onde saiu para fundar a sua própria vertente. Segundo a revista, sua fortuna soma US$ 220 milhões (R$ 450 milhões).
Logo atrás aparece Silas Malafaia (US$ 150 milhões, ou R$ 305 milhões), da Assembléia de Deus Vitória em Cristo.
SILAS MALAFAIA

R.R. Soares (US$ 125 milhões, ou R$ 255 milhões), da Igreja Internacional da Graça de Deus.

R.R SOARES

E o casal Estevam e Sônia Hernandes (US$ 65 milhões, ou R$ 130 milhões), da Renascer em Cristo. 
  ESTEVAM HERENANDES E BISPA SONIA
 

A revista é preconceituosa em sua reportagem com relação aos pastores evangélicos, quando escreve…"A religião sempre foi um negócio lucrativo. E se você for um pregador evangélico brasileiro, as chances de você encontrar uma mina de ouro é bem grande", diz trecho da reportagem;  como se todos fossem mercenários da fé.
O fato é que existem bons pastores em nosso país, que vivem honestamente pregando a palavra de Deus.
Quanto a minoria que estejam abusando da fé do povo de Deus a bíblia tem uma respostas a eles:  
Aconselho que cuidem bem do rebanho que Deus lhes deu e façam isso de boa vontade, como Deus quer, e não de má vontade. Não façam o seu trabalho para ganhar dinheiro, mas com o verdadeiro desejo de servir. Não procurem dominar os que foram entregues aos cuidados de vocês, mas sejam um exemplo para o rebanho. I Pedro5;2,3
Também existem os pastores sinceros que fazem a obra de Deus com muito amor e dedicação pelas vidas.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário: