segunda-feira, 13 de maio de 2013

TEM GENTE SEM "CACHOLA"QUERENDO LUCRAR COM A CAXIROLA!...Descupe o trocadilho!

DILAMA CAXIROLA Estão querendo faturar com esta tal de caxirola, criada por Carlinhos Brown, Ele só queria vender 50 Milhões destes chocalhos de plásticos, pela bagatela de R$29,90, ele! Um Faturamento de de R$1,5, bilhão, nada bobo ele!  Uma baiana disse: "Esta caxirola não nos representa!" Mas nas Copas que vem por aí, a caxirola vai sim nos representar! "Quando for jogada nas cabeças ocas dos nossos governantes, vai representar o nosso ‘saco cheio’ com eles/elas todos"!   Tem tanta gente sem hospitais e segurança, passando fome e precisando de investimento nas areas de educação e o governo gastando milhões ou seja mais de R$500 milhões acima dos R$800 milhões previsto inicialmente só na reforma do maracanã!  Criada pelo músico Carlinhos Brown para ser o "instrumento musical" da Copa de 2014, a caxirola pode ficar de fora do Mundial. De acordo com os jornais Estado de S. Paulo e O Globo, o incidente ocorrido no fim do mês passado na Fonte Nova, em que a torcida do Bahia atirou várias peças no gramado em protesto contra a atuação do time na derrota para o Vitória, e a proibição de seu uso no Ba-Vi deste domingo levaram a Fifa e o Comitê Organizador Local (COL) a estudar a revisão da autorização para a comercialização do produto.
A possibilidade da proibição da caxirola foi discutida ontem, mas não há um consenso sobre o que fazer.

No entanto, é preciso uma decisão rápida, pois pelo plano inicial o instrumento também estaria nos estádios na Copa das Confederações.

Em resposta ao Estado de S. Paulo,  o COL e a Fifa disseram que estão reavaliando a autorização concedida à caxirola como item aprovado e comunicarão a decisão em uma data oportuna.

Tomara que realmente ela seja banida dos estádios, porque já está provado que o uso dela nos estádios, só serviu como instrumento de agressão dos torcedores!

Isto é uma arma na mão de quem não sabe usar!
 
                                                                                       
                                         Jose Costa
                                                         





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário: