sábado, 8 de junho de 2013

Marcha da Maconha...conflito na Av.Paulista

  Na marcha da maconha em São Paulo houve conflito entre policiais e manifestantes.Segundo a policia militar um dos manifestante que inicou o tumulto ao desacatar um PM, o mesmo estava com um baseado de maconha e foi detido.  Neste ano, o ato tem como lema a frase: "Proibição mata: legalize a vida". A organização da Marcha esperava cerca de 5.000 participantes, atraídos por shows de bandas de rap e reggae que acontecerão na região da praça da República. Às 17h40, o tenente Becker, subcomandante da operação, estimava a presença de cerca de 1.000 pessoas na marcha. Já a organização do ato fala em 10 mil participantes. Renato Cinco (Psol), vereador no Rio de Janeiro, disse que essa foi a maior marcha que ele já presenciou  no país. (Folha on line).
 O que nos chama à atenção é o lema "Proibição mata: legalize a vida". No nosso entendimento a maconha é uma droga, ela escraviza , destrói a família e mata. Ainda que muitos a tenham como uma droga 'leve'; o seu uso vicia, e leva ao uso de outras drogas chamadas de "drogas mais pesadas" . Por isso, o nosso lema é não as drogas de qualquer espécie. Segundo a reportagem da folha muitos manifestantes durante a marcha da maconha faziam uso da mesma.
Em contra partida a semana passada houve a Marcha para Jesus no Rio de Janeiro, com mais de 500 mil pessoas, e não houve nenhum incidente com policiais. Por isto dizemos que as drogas escravizam; só Jesus liberta. Jesus dize: Eu vim para que tenham vida, e vida em abundancia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário: