quinta-feira, 10 de abril de 2014

Cinco características de um servo de Deus com vida consagrada.


AJOELHADOPor José costa  

1- O servo de Deus é considerado morto para o pecado.

A nossa vida consagrada a Cristo implica na renuncia ao mundo e seus pecados. Estamos no mundo em seu sistema físico, mas não somos do mundo no sentido espiritual. Somos como Daniel, estava em babilônia, no entanto não era de lá. Mesmo vivendo lá não participava das coisas pecaminosas de lá.

A graça de Deus não nos permite em compactuarmos com as coisas mundanas. Isto está relatado nas epistolas Paulinas, pincipalmente em Romanos, como veremos a seguir:

“Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça seja mais abundante? De modo nenhum! Nós que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?” (Rom 6:2,3).

“Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rom 6:10,11). 

Portanto em nosso viver Cristão, o pecado é subjugado pelo domínio do Espirito Santo, somos como vivos tirados dentre mortos. Vejamos o que nos diz a palavra de Deus:
“Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça” (Rom 6:12).

2- Comunhão através da morte de Cristo.

Outra característica de uma vida consagrada a Cristo é que não mais servimos ao pecado; em sua morte na cruz o velho homem também foi morto com Ele. Nosso corpo não é mais usado como instrumentalidade do pecado. Não vivo mais eu, mas Cristo é quem vive em mim!
 “Sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de que não sirvamos mais ao pecado (Rom 6:6)”.  

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” (Gal 2:20).

“Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo”... (Col 2:20).

3- Disponibilidade incondicional.

É estar disposto em servir a Cristo independentemente de questionamento qualquer; apenas dizer – estou aqui me usa! Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então, disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim”(Is 6:8).

4- Ter á vida subordinada a vontade do Senhor Jesus.

É estar totalmente sobre a égide DELE. Ser submisso ao Pai, assim como Jesus foi. “Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração” (Sal 40:8).

Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra (Jo 4:34).

5- Resignação na prova.

Jamais desistir mesmo em meio ás lutas. Ainda que ás vezes pensamos que não vamos resistir á tantas provações. Não somos daqueles que recuam para á perdição, mas dos que avançam para a vitória em nome de Jesus. E disse Jesus: “Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres” (Marcos 14:36).

Conclusão: As características principais de uma vida consagrada a Cristo obedecem aos preceitos principais que são:

Estamos no mundo, mas não somos do mundo, nosso viver é Cristo. Nossa nova vida em Cristo, não nos permite compactuar com as coisas mundanas em seu sistema corrupto. Daniel estava em babilônia, mas não era de lá, ele propôs em seu coração e não se contaminar com as coisas que a babilônia oferecia. Vivemos neste presente século para unicamente servir ao Senhor, de modo incondicional, somos apenas servos do Deus Vivo. Prontos para dizer- faça-se a tua vontade e não a nossa!

A Deus toda a gloria! 

Pr José Costa.