quinta-feira, 22 de maio de 2014

AS ARMAS DA GUERRA ESPIRITUAL

armaduras do cristao Por José Costa

Para enfrentarmos a guerra espiritual na oração, temos que usar as armas certas.
Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; 5- destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo (II CO 10:4, 5).

Temos que saber que nossa força não está em nossa capacidade em guerrear, nossa força está no Senhor e na força do seu poder.
Nossa luta não é contra pessoas, mas sim, contra as hostes espirituais da maldade. 

Devemos usar toda a armadura de Deus para poder resistir ás retaliações que virão sobre nós, quando nos dispusermos a combater este bom combate da fé pela oração. Muitos não se preparam, ou não entendem as estratégias da oração de batalha espiritual. É nas regiões celestiais que ocorre as batalhas espirituais. Nós vencemos esta guerra com a oração da fé.

A ARMADURA DO CRISTÃO- EFÉSIOS 6:10-18.

10- Para terminar: tornem-se cada vez mais fortes, vivendo unidos com o Senhor e recebendo a força do seu grande poder.
11 - Vistam-se com toda a armadura que Deus dá a vocês, para ficarem firmes contra as armadilhas do Diabo.
12 - Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.
13- Por isso peguem agora a armadura que Deus lhes dá. Assim, quando chegar o dia de enfrentarem as forças do mal, vocês poderão resistir aos ataques do inimigo e, depois de lutarem até o fim, vocês continuarão firmes, sem recuar.
14- Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-se com a couraça da justiça.
15- E calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a boa notícia de paz.
16- E levem sempre a fé como escudo, para poderem se proteger de todos os dardos de fogo do Maligno.
17- Recebam a salvação como capacete e a palavra de Deus como a espada que o Espírito Santo lhes dá.
18 Façam tudo isso orando a Deus e pedindo a ajuda dele. Orem sempre, guiados pelo Espírito de Deus. Fiquem alerta. Não desanimem e orem sempre por todo o povo de Deus. Obs. Versão usada no texto bíblico - King James.

VEREMOS ALGUMAS ARMAS QUE PODEREMOS USAR NESTA BATALHA.

1- Cinturão - Cingidos os vossos lombos com a verdade.
É o que sustenta toda a armadura e á impede de cair. A verdade é a nossa arma que prevalecerá sobre as mentiras do diabo, o pai da mentira.

2- Couraça da justiça - É a proteção do nosso coração contra os dardos inflamados do maligno. É também nossa proteção contra os maus desígnios do coração.
“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida” (Prov 4:23).

3- Os calçados – E calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a boa notícia de paz. Pregação do evangelho que promove a paz.

4- Escudo da fé- A fé é o escudo do cristão contra os dardos inflamados do maligno. Ele nos protege contra as astutas ciladas do diabo.
“Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé (Rom 1: 17).
“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração”.

5- O capacete da Salvação – É proteção da nossa mente; ele não permite que ela seja invadida por pensamentos malignos.

6- A espada do Espirito – É a única arma ofensiva usada pelo cristão na guerra espiritual. A palavra de Deus, é sem duvida nenhuma, a arma mais eficaz que está ao nosso dispor. Jesus usou esta arma contra os ataques de Satanás na tentação no deserto narrado no evangelho de Lucas e Mateus, ambas no capitulo de número quatro, em todos os ataques de Satanás.
“E Jesus lhe respondeu, dizendo: Escrito está que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra de Deus” (Lc 4:4).
Jesus Dizia: Está escrito. Citando passagens dos Salmos 91, Deuteronômio capitulo 5 vers 7, e Dt 8:3.
“E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram, para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem” (Deut 8:3).
“E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Adorarás o Senhor, teu Deus, e só a ele servirá”, vers 8.
“E Jesus, respondendo, disse-lhe: Dito está: Não tentará ao Senhor, teu Deus” vers 12.

7- E a oração – Usando todo o tipo de oração. “Orando em todo tempo com toda oração”.

Estamos em uma batalha espiritual, e precisamos usar todos os meios possíveis para vencer esta guerra. Usando toda armadura de Deus e toda oração.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

OS CINCO TIPOS DE ORAÇÃO




orando e agindo


Gostaria neste Estudo bíblico enfatizar o habito de orar sempre e com todo o tipo de oração. “Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos”.
Os discípulos pediram a Jesus que ele o ensinasse a orar.
Passou então a ensinar aquela que ficou como modelo de oração e conhecida mundialmente como a “oração do Pai nosso”.

1-E aconteceu que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos: Senhor ensina-nos a orar, como também João ensinou aos seus discípulos. 2- E ele lhes disse: Quando orardes, dizei: Pai, santificado seja o teu nome; venha o teu Reino; 3- dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano; 4- perdoa-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos a qualquer que nos deve; e não nos conduzas em tentação, mas livra-nos do mal (Lucas 11:1-4).

A ênfase deste texto não é simplesmente o ensinar a orar, mas levar-nos ao habito da oração. Entender que o nosso pedido deve ser feito no nome de Jesus, pois ele mesmo nos ensinou em fazer desta maneira: “Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei” (João 14:14).
Paulo também em sua carta aos Efésios no capitulo seis versículo 18, ensina sobre a oração e as diversas maneiras de orar como veremos a seguir: “Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos”.

1- Oração de petição- Este tipo de oração como o próprio nome diz esta relacionada em pedir algo a Deus em nosso beneficio.
“E tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis” (Mt 21:22). Compare com, Mc 11:24, Mt 7:11.

No contexto da oração de petição três palavras nos chama a atenção:
Pedir, buscar, bater- 9- E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; 10- porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate, abrir-se-lhe-á (Luc 11:9, 10).

2- Oração de ação de graça- Este tipo de oração diferentemente da petição, é somente para agradecer a Deus pelas graças recebidas.
“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças” (Filip 4:6).

3- Oração de consagração- É aquela na qual nós colocamos tudo na direção, e na sua vontade; é uma oração de santificação a Deus.
“E esta é a confiança que temos nele: que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. 15E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos” (I João 5:14, 15). Compare com Tiago 4:15.

4- Oração de adoração – É o momento de exaltação a Deus. Quando apresentamos o nosso louvor a Deus. Falamos da grandeza de Deus e enaltecemos a grandeza de suas obras. É o mesmo que ministrarmos a Deus os nossos louvores consagrados.
52- “E, adorando-o eles, tornaram com grande júbilo para Jerusalém. 53- E estavam sempre no templo, louvando e bendizendo a Deus. Amém!” (Luc 24:52,53). Leia também:
“Perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam” Atos 16:25).
5- Oração de intercessão- É do tipo de oração em não pedimos para nós, mas em favor dos outros.
1- “Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, 2- em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito” (ITim 2:1,2). Compare com a oração intercessora de Jesus- (João 17:9).

Conclusão:
A igreja contemporânea precisa voltar ao habito da oração, como na igreja primitiva.
“E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações” (Atos 2:42).

Todo avivamento conhecido na historia da igreja começaram com oração. A oração de Habacuque deve ser a nossa oração para a igreja contemporânea: “Ouvi, Senhor, a tua palavra e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira lembra-te da misericórdia “Hab 3:2).

Parece que a igreja tem perdido o costume da oração, ainda é valida aquela máxima de que “muita oração, muito poder, pouca oração pouco poder”... 

VOLTEMOS A PRATICA DA ORAÇÃO!

sexta-feira, 2 de maio de 2014

DISCIPULADO E EVANGELISMO…É POSSIVÉL GANHAR O MUNDO INTEIRO PARA JESUS

GLOBO ENTRE AS MÃOS 
Parece quase impossível alcançar 8 bilhões de pessoas com a mensagem do evangelho? A tarefa da grande comissão parece tão absurda que qualquer sonhador acabaria vencido por sua grandeza e acabaria desistido desta tarefa.
 Entretanto é a bíblia que nos dá o método para fazer tal proeza. Este método é o Discipulado. Veja como isto é possível:
Imagine se você no primeiro de evangelização levasse a cada dia uma pessoa à Cristo, no final do ano teria ganhado 365 pessoas para Cristo. Se você continuar a fazer assim pelos próximos 33 anos terá alcançado 12.045 pessoas. Que maravilha!
 Por outro lado suponhamos que você alcance apenas uma pessoa para Cristo, no primeiro anos, mas você treine esta pessoa durante um ano para que ela esteja fundamentada na fé cristã e fosse capaz de alcançar e fazer outro discípulo. No ano seguinte os dois alcançarão mais uma pessoa cada um. E treinarão estas duas pessoas para se juntarem a vocês no treinamento de outros. Se continuarmos assim por 33 anos haverá 8.589.934.592 discípulos – a população do mundo todo! Ver tabela abaixo.
 UMA COMPARAÇÃO DO DISCIPULADO E O EVANGELISMO

ANO
   EVANGELISTA
    DISCIPULADOR
1
365
2
2
730
4
3
1.095
8
4
1.460
16
5
1.825
32
6
2.190
64
7
2.555
128
8
2.920
256
9
3.285
512
10
3.650
1.024
11
4.015
2.048
12
4.380
4.096
13
4.745
8.192
14
5.110
16.384
15
5.475
32.768
16
5.840
65.536
17
6.205
131.072
18
6.570
262.144
19
6.935
524.288
20
7.300
1.048.576
21
7.665
2.097.152
22
8.030
4.194.304
23
8.395
8.388.608
24
8.760
16.777.216
25
9.125
33.554.432
26
9.490
67.108.864
27
9.855
134.217.728
28
10.220
268.435.456
29
10.585
536.870912
30
10.950
1.073.741.824
31
11.315
2.147.483.648
32
11.680
4.294.967.296
33
12.045
8.589.934.592
 É possível fazer a obra de Deus e levarmos a palavra de Deus ao mundo todo, basta a cada um fazer a sua parte.
“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra” (Atos 1:8).